Jackson diz que pressão do Governo Federal é uma ação de violência

O governador Jackson Barreto disse nesta quinta-feira, 11, que a pressão do Governo Federal para liberação do empréstimo junto a Caixa Econômica Federal, não é uma atitude republicana. “Não sou parlamentar, por isso não tenho voto a dar, essas pressões não são republicanas, não são coisas que dizem respeito ao serviço público, é uma ação de violência”, afirmou.

As declarações foram dadas durante visita ao Centro Administrativo da Saúde Senador Gilvan Rocha. A apresentação do espaço foi feita pelo secretário de Estado da Saúde, José Almeida Lima, e  acompanhada por diversas autoridades.

Na oportunidade o Governador também revelou que a escolha do senador Gilvan Rocha para dar nome ao espaço foi sua. “Dar a esse espaço o nome do senador Gilvan Rocha é uma forma de homenagear esse grande médico, um homem público de valor, que teve um papel essencial na política de Sergipe, quando venceu o candidato da ditadura, Leandro Maciel, em 1974”, relatou. Jackson afirmou ter coordenado a campanha de Gilvan Rocha ao Senado em Aracaju

Após o reconhecimento do espaço, o governador atendeu a imprensa. Em entrevista ao radialista Narcizo Machado, ele falou da importância do Centro Administrativo, dos avanços na Saúde, fez uma breve avaliação de seu governo, relatou as prioridades para 2018 e informou que decisão de candidatura ao Senado só após o Carnaval.

FAN F1