'Não vou sair da Presidência com a pecha de falcatrua', diz Temer

Na sua primeira declaração sobre o afastamento de quatro vice-presidentes da Caixa, o presidente Michel Temer disse que não vai concluir seu mandato com a pecha de um "sujeito que incorreu em falcatruas".

Temer concedeu entrevista a Folha de S. Paulo na quinta-feira (18). Ele nega que tenha demorado a afastar os vice suspeitos de corrupção - a decisão foi tomada por ele na terça (16).

O presidente se defende de possíveis práticas suspeitas na sua relação com essas pessoas. Diz ainda que eles podem voltar aos cargos no banco e não descarta manter a prática de aceitar indicações políticas para essas funções.

Temer ainda negou ter adotado “dois pesos e duas medidas” por não afastar o presidente da Caixa, Gilberto Occhi. Segundo ele, “não há nada mais concreto” na acusação contra Occhi.