No Batistão, Olímpico abre 2 a 0, mas Confiança reage e consegue empatar

O Campeonato Sergipano começou com um duelo de Dragões na tarde deste sábado. Na Arena Batistão, o Confiança recebeu o Olímpico. E o time de Itabaianinha, vice-campeão da Série A-2, deu trabalho ao atual campeão estadual da elite do futebol sergipano.

O Dragão da Zona Sul marcou duas vezes no primeiro tempo com Eduardo. Na volta do intervalo, o técnico Ailton Silva colocou Rai na partida e acertou em cheio. Logo no início da etapa final, Rai deu assistência para o Dragão do Bairro Industrial diminuir o placar com Léo Ceará. E, por fim, acertou um belo chute em cobrança de falta para empatar o duelo.

O jogo

Logo aos 5 minutos, a zaga do Confiança bateu cabeça e deixou o atacante Eduardo na cara do gol, sem goleiro. O jogador do Olímpico aproveitou a confusão na área e de cabeça mandou a bola para a rede proletária. Depois disso, o Dragão do Bairro Industrial pressionou bastante. Klenisson foi quem mais teve oportunidades de pelo menos empatar o duelo, mas não conseguiu.

E já no último lance da primeira etapa, aos 48 minutos, Valber é lançado ao fundo, recua para Augusto Potiguar que chega batendo cruzado e encontra Eduardo bem posicionado para empurrar para o gol. Rafael Robalo até tentou, mas nada pode fazer para impedir o segundo gol do atacante do Olímpico. E o jogo foi para o intervalo com o Dragão da Zona Sul à frente na Arena Batistão.

No segundo tempo, quem começou a todo vapor foi o Confiança. Perdendo por 2 a 0, os donos da casa pressionaram em busca de diminuir o placar. E, aos 6 minutos, Rai, que tinha entrado no intervalo, iniciou a jogada e cruzou na área. Rafael Villa tentou desviar, mas foi Leo Ceará que só teve o trabalho de empurrar para o gol visitante.

A entrada de Rai mudou totamente a partida. Depois de dar a assistência para o primeiro gol do Confiança marcado por Léo Ceará, foi dos pés dele (Rai) que saiu a jogada para o empate proletário. Aos 37 minutos do segundo tempo, Rai bateu falta com perfeição e colocou a bola no ângulo direito do goleiro do Olímpico. Na segunda etapa, o Olímpico cansou fisicamente e pouco pressionou os donos da casa. E o placar do Batistão terminou empatado: 2 a 2.

Globo Esporte / SE