"Se Jackson fizer aliança com André Moura, nós não faremos aliança com ele", diz Rogério

A afirmativa do ex-deputado federal Rogério Carvalho foi feita considerando uma suposta aproximação do governador com o deputado federal André Moura, principalmente no processo de aprovação do empréstimo (Finisa) para a recuperação das rodovias.

O ex-deputado deixou claro que, caso Jackson Barreto faça aliança com André Moura, o PT não se aliará a ele.

"Se o governador Jackson Barreto fizer uma aliança com André Moura, nós não faremos aliança com Jackson Barreto. Se ele quiser fazer uma aliança branca com ele, o problema é dele", pontuou em entrevista à radialista Magna Santana.

Apesar do discurso, Rogério defende a necessidade de alianças. "Negar a importância e a necessidade de fazer alianças, nós não podemos. É muito difícil disputar eleição sozinho", ressaltou.

Porém, segundo ele, existem regras claras para que essas alianças possam prosperar: "Não podemos estar no mesmo bloco dos que defendem o governo Temer. Não podemos estar ao lado de quem articulou o golpe e depois dá um golpe segundo com a perda de direitos do povo brasileiro".

Questionado por um ouvinte sobre uma possível aliança do Partido dos Trabalhadores (PT) com o Solidariedade (SD) do deputado Laércio Oliveira, Rogério evitou julgamentos.

"Laércio Oliveira, assim como outros deputados, deve ser julgado pela opinião pública. Eu quero ser julgado pelo que fiz na minha vida pública. Não cabe a mim esse julgamento. Nós teremos um bloco e nesse bloco não cabe aqueles que se posicionaram contra Dilma e a favor do golpe", afirmou.

Por fim, o ex-deputado reafirmou as divergências com a Articulação de Esquerda, tendência dentro do Partido dos Trabalhadores (PT) liderada pela deputada Ana Lúcia e pelo vereador Professor Iran.

"A corrente de Ana Lúcia tem todo o direito de se manifestar. Temos ponto de concordância, a maioria deles, mas alguns pontos temos que discordar", finalizou Rogério.

Jornal da Cidade