Justiça determina interdição do matadouro de Simão Dias (SE)

A Justiça determinou a interdição imediata do matadouro do município de Simão dias. A decisão, do juiz Henrique Britto de Carvalho, atende a um pedido do Ministério Público Estadual.

O magistrado levou em consideração os laudos técnicos apresentados pelos órgãos fiscalizadores, como Emdagro e Adema, que apontaram inúmeras irregularidades no matadouro. Os documentos comprovaram a ausência de licença ambiental, estrutura e equipamentos inadequados para o funcionamento e ausência de um sistema de tratamento de resíduos, o que torna os produtos originários do estabelecimento impróprios para consumo.

Na decisão o juiz proibiu o funcionamento do matadouro “ até que cumpra todas as normas sanitárias e ambientais inerentes a sua atividade”. A multa diária em caso de descumprimento é de de R$ 5 mil,  valor que deve ser  revertido ao Fundo Estadual de Saúde.

O secretário de Agricultura de Simão Dias,  José de Souza Silva Filho, informou que a prefeitura ainda não foi notificada da decisão. “Assim que recebermos a notificação vamos acatar a decisão da Justiça”, declarou.

Segundo matadouro fechado

No início da semana a Justiça já havia determinado a interdição do matadouro do município de Lagarto. A péssima condição sanitária do local também foi determinante para a decisão do juiz Edinaldo Cesar Santos Junior, da 2ª Vara Cível de Lagarto.

FAN F1