Apagão atingiu todos os municípios de Sergipe, dizem empresas de energia

Um apagão deixou todo o estado de Sergipe sem energia na tarde desta quarta-feira (21). A informação foi confirmada pelas duas empresas responsáveis pelo abastecimento de energia elétrica no estado. A energia voltou a funcionar, parcialmente, em Aracaju (SE) por volta das 18h15. No interior sergipano, o serviço começou a ser restabelecido por volta das 18h50.

Segundo a Energisa, responsável pelo abastecimento na maior parte de Sergipe, a falta de energia foi provocada por uma queda no sistema interligado ao sistema nacional. Inicialmente, a Energisa havia informado que a capital sergipana e outros 62 municípios estavam sem energia elétrica.

A Sulgipe, concessionária responsável pela distribuição de energia em 12 municípios, também confirmou o apagão. Com isso, o estado inteiro enfrenta a mesma situação e ainda não é possível saber quando o serviço será normalizado.

Transtornos

A falta de energia causou vários transtornos à população sergipana. Na capital, vários semáforos ficaram apagados provocando muita confusão entre os motoristas. Nas agências bancárias, os caixas eletrônicos também deixaram de funcionar.

No Hospital de Urgência de Sergipe (Huse), maior hospital público do estado, a informação passada pela assessoria de imprensa é que a unidade ficou até o início da noite funcionando com o auxílio de geradores nos setores prioritários. Enquanto isso, o administrativo permanecia sem energia.

A Universidade Federal de Sergipe (UFS) teve todos os serviços administrativos foram paralisados, segundo a assessoria de imprensa. Os sites do Governo do Estado e da Prefeitura de Aracaju ficaram fora do ar, fazendo com que vários serviços fossem suspensos. Usuários de telefonia celular também relatam dificuldades para completar as ligações.

Sem energia, os trabalhos na Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) na Câmara Municipal de Aracaju (CMA) também foram suspensos.

A Companhia Hidrelétrica do São Francisco (Chesf) informou que não identificou nenhum defeito no seu sistema que ocasionasse o desligamento, mas afirmou que as interligações de energia do Nordeste com outras regiões foram interrompidas. A Chesf está em processo de apuração das causas junto ao ONS.

Em nota, o Operador Nacional do Sistema (ONS) informou que uma "perda de carga" causou o apagão. Ainda segundo o ONS, as causas do desligamento estão sendo investigadas, e as equipes trabalham para a recomposição dos sistemas. Leia a íntegra da nota do ONS:

Hoje, 21 de março, às 15h48, uma perturbação no SIN causou o desligamento de cerca de 18.000MW, majoritariamente localizados nas regiões Norte e Nordeste, correspondendo a 22,5% da carga total do SIN naquele momento.

Em consequência da perda de carga, entrou em funcionamento o primeiro estágio do Esquema Regional de Alívio de Carga do Sistema Sul, Sudeste e Centro-Oeste, com corte automático de consumidores, no montante de 4.200MW.

Os sistemas Sul, Sudeste e Centro-Oeste ficaram desconectados do Norte e Nordeste.

Às 16h15 já havia sido realizada a recomposição de praticamente toda a carga no Sul, Sudeste e Centro-Oeste.

Por: G1/SE