Confiança é punido com perda de seis pontos no Nordestão

Uma decisão do Superior Tribunal de Justiça Desportiva – STJD – puniu o Confiança com a perda de seis pontos na tabela de classificação da Copa do Nordeste. De acordo com informações de Ernando Rodrigues, diretor de futebol do clube azulino, à emissora 540 AM, a decisão foi tomada nesta quarta-feira, 7, com placar de 3 a 2 a favor da punição – que é relativa à escalação irregular do lateral Apodi em partida contra o Treze-PB no dia 22 de fevereiro. A medida ainda aceita recurso.

De acordo com Ernando, o clube possui documentos que comprovam que a própria Confederação Brasileira de Futebol – CBF – reconheceu oficialmente que Apodi estava regular. “A CBF emitiu documento afirmando que o jogador estava livre de punições. E para nossa surpresa recebemos esta decisão do STJD. Vamos recorrer e aguardar. Se um documento da própria CBF não tem validade, vamos acreditar em que? Quem iremos consultar para sabermos as reais condições de um jogador?”, disse.

Por meio de nota, o Confiança reforçou que irá tomar providências para contornar a situação. Confira abaixo:

A Associação Desportiva Confiança, através da sua Assessoria de Comunicação, vem a público se manifestar sobre o julgamento do caso Apodi na 1ª instância do Superior Tribunal de Justiça Desportiva, realizado na noite desta quarta-feira, 7.

Em primeiro lugar, o Confiança mantém tranquilidade em relação ao processo, uma vez que a escalação do atleta aconteceu com base em documentos expedidos pela Confederação Brasileira de Futebol (CBF) que davam condição de jogo ao atleta para a partida diante do Treze da Paraíba pela terceira rodada da primeira fase da Copa do Nordeste.

Causa grande estranheza ao clube a decisão da 1ª instância, que contrariou a própria CBF, uma vez que a entidade demonstrou que o jogador não possuía pendências e poderia jogar normalmente.

Diante disto, o Confiança, ciente dos seus direitos e reafirmando sua inocência, informa que irá recorrer tão logo saia o acórdão e que confia que a Justiça será feita. 

Associação Desportiva Confiança