.

Em Sergipe, vacina contra febre amarela permanece restrita a viajantes

O ministro da saúde, Ricardo Barros, anunciou ontem, 20, que a vacina contra a febre amarela será recomendada para todas as pessoas, independentemente se irão viajar para áreas endêmicas, ou não, mas em Sergipe, essa ampliação só irá valer a partir de fevereiro do ano que vem. Isso porque a ampliação da recomendação à vacina será feita de forma gradual, obedecendo a um cronograma.

A coordenadora do programa de imunização de Aracaju (SE), Ilziney Simões, disse que, até fevereiro, a vacina continua restrita aos viajantes para áreas endêmicas. Ela explicou que, as pessoas que forem viajar para essas localidades, deverão se dirigir às unidades de vacinação contra a febre amarela e informar para qual cidade estará viajando. Ilziney assegurou que os profissionais do posto irão consultar se a localidade para onde o usuário vai viajar está incluída na lista de mais de 100 páginas das áreas endêmicas. Caso esteja, a vacina será aplicada.

Ilziney disse ainda, que, a partir de fevereiro, quando a vacina contra a febre amarela estará disponível para qualquer pessoa, é possível que todas as unidades de saúde passem a aplicar a vacina. Por enquanto, a aplicação está restrita a nove postos de saúde, inclusive o Ipes.

Prevenção – “Estamos agindo antecipadamente ao estabelecer um cronograma para vacinar toda a população brasileira. É uma ação de prevenção, não de emergência. Buscaremos os mecanismos necessários para vacinar todos brasileiros ainda não imunizados dentro da cobertura adequada para cada uma dessas áreas. Vamos fazer por precaução, pois a melhor forma de evitar a doença é vacinando a população”, destacou o ministro Ricardo Barros.

Atualmente, alguns estados do Nordeste e parte do Sul e Sudeste não fazem parte das áreas de recomendação de vacina. Com a ampliação, devem ser vacinadas 77,5 milhões de pessoas em todo o país. O quantitativo corresponde à estimativa atual de pessoas não vacinadas nessas novas áreas.

Por: FAN F1