Joaquim Barbosa deve disputar presidência pelo PSB

O ex-ministro do STF (Supremo Tribunal Federal) Joaquim Barbosa deve filiar-se ao PSB na próxima semana.

O ex-presidente do Supremo reuniu-se na manhã desta 5ª feira (29.mar) com o presidente do partido, Carlos Siqueira, e o deputado Alessandro Molon (RJ), recém-filiado à sigla.

Segundo integrantes do partido, as negociações estão avançando com rapidez e devem ser finalizadas até 7 de abril, quando se encerra o prazo de filiação partidária.

Carlos Siqueira disse que Barbosa já admite filiar-se à sigla mesmo sem a garantia de ser candidato à Presidência da República neste ano.

Depois da filiação, o partido terá tempo para discutir sobre a possível candidatura, afirmou Siqueira. Há resistência em alguns setores da sigla sobre a filiação do ex-ministro do STF. Por isso, a pré-candidatura não está definida.

“Temos etapas e a 1ª parece que conseguimos, que será a filiação de 1 homem público honrado, decente e capaz de recuperar a política. A partir daí, [vamos]construir uma candidatura competitiva e que coloca o PSB como diferencial para apresentar à sociedade brasileira”, disse o líder do partido na Câmara, Júlio Delgado (MG).

FRAGMENTAÇÃO DA ESQUERDA

O PSB pode ser o 6º partido de oposição ao governo Temer a lançar 1 pré-candidato à Presidência da República.

O ex-presidente Lula (PT), que corre risco de ter a candidatura barrada pelo TSE, é quem lidera as pesquisas de intenção de voto. Ciro Gomes (PDT), Manuela D’Ávila (PC do B) e Marina Silva (Rede) também se lançaram ao pleito. O último a ser confirmado foi Guilherme Boulos, pelo Psol.

Joaquim Barbosa teve de 3% a 5% na última pesquisa Datafolha, de 31 de janeiro deste ano. Ficou acima de Manuela e Boulos no levantamento.

Por: JL Politica