.

Para Jackson, Rogério e Heleno "devem estar conscientes da dificuldade jurídica" para disputar a eleição

O governador Jackson Barreto (MDB) decidiu deixar o cargo dia 6 de abril para disputar o Senado.

Belivaldo Chagas, hoje no MDB, mas provavelmente no PSD, assumirá o governo e será candidato à reeleição.

Na chapa majoritária governista, sobrarão duas vagas para os aliados: uma para o Senado e a candidatura a vice-governador.

Sobre vice, ninguém conversa agora. A disputa é pela única vaga que restará para o Senado, entre Rogério Carvalho (PT) e Heleno Silva (PRB).

Hoje, os dois estão inelegíveis. Tentam rever a situação na Justiça.

Em declarações à jornalista Rita Oliveira, Jackson pede calma e diz que os dois "devem estar conscientes da dificuldade jurídica".

"Todos precisam estar conscientes da dependência do Poder Judiciário, da dificuldade jurídica do momento. É preciso desarmar os espíritos, ninguém sabe o que vai acontecer. É preciso muita paciência, calma e tranquilidade. O importante é manter o espírito solidário, evitar o mal estar.

"Não adianta brigar antes do Judiciário decidir. É preciso ter cautela para analisar o que pode  acontecer mais na frente. Unidade e solidariedade são fundamentais".

Por: NE Noticias