Com tuberculose, Simaria se afastará por 1 mês; Simone assume shows sozinha

A cantora Simaria, da dupla Simone & Simaria, recebeu alta nesta terça-feira (17) depois de ter sido internada na última quinta-feira (12). De acordo com um boletim médico divulgado pelo Hospital Sírio Libanês, em São Paulo, a artista foi diagnosticada com tuberculose ganglionar. Ela deverá ficar afastada do trabalho por 30 dias.

Por conta da internação, Simaria não pôde participar de show na 48º edição da Expoagro em Itapetininga, interior de São Paulo, realizada neste fim de semana, em que a irmã precisou se apresentar sozinha. Simaria deve voltar aos palcos no dia 26 de maio no TIM Music, festival em São Paulo em que a dupla é uma das principais atrações.

A assessoria de imprensa da dupla confirmou que Simone assume os shows sozinha até o início de maio, quando as artistas saem para um período de férias já programado. Até lá, Simone deve cantar sozinha no VillaMix Brasília, no dia 5 de maio, e na Expoingá, em Maringá (PR), no dia 6.

"Simone segue cumprindo a agenda de shows normalmente e, em maio, as cantoras mantém as férias já programadas. Simaria agradece o carinho e compreensão de todos os fãs e, neste momento, irá dedicar os seus dias para cuidar da saúde", diz o comunicado oficial.

Simaria, que tem 33 anos, já havia passado mal há algumas semanas. Ainda segundo o comunicado, a cantora deu entrada no hospital no último dia 12 se queixando de emagrecimento e alterações gastrointestinais, resultado de estafa devido à intensa agenda de compromissos.

No último dia 8, a dupla concluiu sua participação na mais recente temporada do programa "The Voice Kids", da Globo, no qual orientou a vencedora da competição, Eduarda Brasil. No dia seguinte a dupla também gravou um clipe em parceria com Luan Santana e Pabllo Vittar, resultado de uma promoção da Coca-Cola. O trabalho deve sair em maio.

Leia o boletim médico na íntegra:

"A paciente Simaria Mendes Rocha deu entrada no Hospital Sírio-Libanês no dia 12/04 com queixa clínica de emagrecimento e alterações gastrointestinais.

Realizados exames laboratoriais que mostraram anemia e durante investigação específica ficou evidenciado aumento do gânglio supraclavicular à direita. Feita avaliação histopatológica que diagnosticou reativação de tuberculose ganglionar.

A paciente recebeu alta hospitalar hoje, dia 17/04, e continuará tratamento em sua residência, sendo acompanhada pelo Prof. Dr. Roberto Kalil Filho e pelo Prof. Dr. David Uip e deverá permanecer afastada do trabalho pelo período de 30 dias."