Em março, Sergipe perdeu mais de 2.400 postos formais de trabalho

O mês de março registrou o fechamento de 2.477 postos de trabalho em Sergipe, uma redução de 0,88% em relação ao estoque de fevereiro. Ainda assim, é o melhor resultado para o mês desde 2015, decorrente de 7.093 admissões e 9.570 desligamentos. 

Os dados estão no Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) do Ministério do Trabalho.Seis dos oito principais setores econômicos tiveram saldo negativo. O principal deles foi o da Indústria de Transformação, com a perda de 1.699 postos de trabalho, seguido da Agropecuária, que fechou 782 vagas de emprego com carteira assinada no mês.

Os setores da Construção Civil e de Serviços foram os únicos que contrataram mais do que demitiram no terceiro mês deste ano. Juntos, eles somaram a geração de 273 vagas formais, conforme relatório do Ministério.

No primeiro trimestre deste ano, apontou o Caged, Sergipe perdeu 4.053 postos de trabalho. Já nos últimos doze meses, o mercado de trabalho sergipano acumula um saldo positivo com a criação de 1.311 vagas.

Por: F5 News