Operação 'Dia do Trabalhador' reforça fiscalização nas rodovias federais em Sergipe

Está sendo realizada em Sergipe desde as 0h desta sexta-feira (27) a ‘Operação Dia do Trabalhador’, na qual a Polícia Rodoviária Federal (PRF) vai realizar ações de fiscalização até a meia-noite da terça-feira (1ª) e contará com reforço no efetivo operacional.

Com o aumento do fluxo de trânsito de veículos por conta do feriado a operação visa minimizar os riscos de acidentes e atender às necessidades do período. Haverá uma maior atuação em trechos considerados críticos nas rodovias federais do estado.

Estima-se que entre a sexta-feira (27) e a terça-feira (1º), mais de mil veículos sejam fiscalizados nas cinco unidades operacionais da PRF em Sergipe e nas abordagens de patrulhamento ostensivo. O objetivo é coibir condutas criminosas e de imprudência no trânsito.

Segundo a PRF neste ano, mais de 6 mil veículos foram flagrados circulando acima da velocidade máxima permitida nas rodovias federais de Sergipe. Além de colocarem suas vidas e a de outros usuários em risco, os condutores serão notificados e pagarão multas que variam de R$ 130,16 a R$ 880,41. A pontuação a ser lançada nos prontuários de CNH é de 4 a 21 pontos.

Como acontece em todos os feriados prolongados, quando o fluxo nas rodovias aumenta consideravelmente, o tráfego veículos portadores de autorização especial de trânsito (AET) será restrito nos trechos de pista simples em determinados dias e horários.

A restrição tem o objetivo de aumentar a fluidez do trânsito e diminuir o risco de acidentes nas rodovias de pista simples, maior parte da malha viária do país. Por isso, caminhões bitrens com dimensões excedentes, caminhões cegonhas e de transporte de veículos e cargas paletizadas devem obedecer à restrição e não trafegar nos seguintes dias e horários:

Sexta-feira (27), das 16h00 às 22h00;

Terça-feira (1º), das 16h00 às 22h00;

Em caso de emergência ou denúncia, o usuário da rodovia pode entrar em contato com a PRF através do número 191. A ligação é gratuita, pode ser feita também pelo celular e o sigilo do denunciante será mantido.

Por: G1/SE