Grupamento Tático Aéreo (GTA) de Sergipe pode ser suspenso por falta de pagamento aluguel de aeronave

Os serviços realizados pelo Grupamento Tático Aéreo (GTA) podem estar com os dias contados em Sergipe. O dono da aeronave tornou público nesta quarta-feira (23) que a o Governo não está cumprindo com o contrato e não paga o aluguel pelos serviços desde fevereiro. A dívida já passa dos R$ 600 mil.

De acordo com o empresário e dono do helicóptero, Fernando Teles, o contrato com o Governo de Sergipe já dura oito anos. Em fevereiro deste ano foi acordado um aditivo, no qual houve uma redução de 25% na carga horária de uso das aeronaves. Ele explica que antes a carga era de 40 horas e agora são 30 horas semanais e que não há como reduzir mais do que isso.

O contrato é feito com o Departamento Estadual de Trânsito de Sergipe (Detran/SE), mas a aeronave está à disposição da Secretaria de Segurança Pública (SSP) e da Saúde. A previsão, segundo o empresário, é que o contrato, que vai até agosto, seja rescindido antes do prazo, em 31 de maio, por causa do impasse na negociação.

“Estamos com duas faturas em aberto, e agora no mês de maio vai vencer a terceira fatura. São R$ 630 mil de dívidas e assim não tem como manter as despesas com manutenção, que é feita em dólar. Se óleo diesel está caro, imagina o combustível de aviação?”, reclama.

Segundo a assessoria, o governador Belivaldo Chagas autorizou o pagamento imediato das faturas em atraso, para que o problema seja resolvido e a população não fique sem o serviço do GTA.

O secretário da Segurança Pública, João Eloy, reforçou que a questão deve ser resolvida ainda esta semana.

Por: F5 News