Luizinho prevê dificuldades contra o Náutico, mesmo com fase ruim do adversário

Após uma semana fora de casa, o Confiança retornou a Aracaju na tarde da última terça-feira. E nesta quarta, a partir das 16h, a delegação azulina se reapresenta no Sabino Ribeiro para retomada dos trabalhos. Porém, a estada na capital sergipana será curta. Na quinta-feira o time já embarca para Pernambuco, onde no domingo, às 20h, encara o Náutico, em partida válida pela quarta rodada da Série C, na Arena Pernambuco.

Será um reencontro do Confiança com o técnico Roberto Fernandes, que teve duas passagens pelo clube nas duas últimas temporadas. O Náutico foi campeão pernambucano, mas não iniciou bem a campanha na Série C. Em três jogos, acumulou duas vitórias e um empate e é o lanterna do grupo A. Mesmo com a fase ruim do adversário, o treinador proletário, Luizinho Lopes, prevê dificuldades fora de casa.

- Focar 100% no Náutico. O Náutico é uma equipe tradicionalíssima, não se encontra bem na tabela mas temos que ter muita cautela e muito respeito porque eles são campeões pernambucanos com o mesmo treinador, o mesmo elenco e ainda se reforçaram e precisam encontrar uma vitória. Somos sabedores das dificuldades que vamos enfrentar. Para ter uma ideia ninguém ganhou ainda fora de casa a não ser a gente. São 15 jogos em três rodadas e só o Confiança ganhou fora de casa. É uma competição muito caseira. Mas vamos lá no mínimo para ponturar - disse Luizinho Lopes.

O Confiança é o segundo colocado na tabela com seis pontos. O time vem de derrota fora de casa contra o Botafogo da Paraíba. Na última segunda-feira perdeu por 2 a 0.

- Foi um jogo que nós já esperávamos muita dificuldade porque era um adversário muito qualificado. Na Série C é o time que tem um dos maiores investimentos, uma das maiores folhas, então isso dá a eles a condição de contratar jogadores de bom nível. Foram campeões paraibanos, estão nas quartas de final da Copa do Nordeste e acho que é uma equipe que vai brigar pela classificação por estar no G-4. Mas também entamos enfrentando um momento positivo, haja vista que nós vencemos as duas primeiras, passamos pela pré-Copa do Nordeste. Fomos para lá tentar ao menos um ponto. Eles têm se caracterizado por começar o jogo muito forte. Nós nos precavemos e nos preparamos para isso, mas infelizmente em uma jogada de bola parada, um escanteio, uma jogada que nós tanto trabalhamos, eles fizeram o gol. Naquele momento o jogo estava igual. Não fomos eficazes nas chances que tivemos e depois veio um pênalti que não existiu. Não quero dizer que o árbitro é fraco, mas a arbitragem foi bastante fraca e prejudicou porque 1 a 0 o jogo era mais parelho, mas igual.

Por: Globo Esporte / SE