TCE: auditoria no Fundo de Previdência de Tomar do Geru

O Fundo de Previdência Social dos Servidores de Tomar do Geru passará por auditoria do Tribunal de Contas do Estado (TCE/SE). A ação será desenvolvida pela equipe técnica da 4ª Coordenadoria de Controle e Inspeção (CCI), responsável por jurisdicionar a 6ª Área de Controle e Inspeção, da relatoria processual do conselheiro Clóvis Barbosa.

No Pleno da última quinta-feira, 10, o conselheiro disse haver "fortes indícios de benefícios em situações de irregularidade" no Fundo que será auditado. "Vamos apurar eventuais inconsistências e, claro, corrigi-las, dando de tudo ciência ao Ministério do Trabalho e Previdência Social para que seja possível trocarmos informações e instaurar um ambiente de colaboração para resolver essa questão", comentou.

O conselheiro anunciou a auditoria após citar o diagnóstico dos Regimes Próprios da Previdência Social (RPPS) dos entes federativos realizado recentemente pelo Tribunal de Contas da União (TCU). Na oportunidade, estimou-se déficit de R$ 2,8 trilhões nos regimes para as próximas décadas.

"Em verdade, como se viu, déficit milionário (em alguns casos, bilionário) já é a realidade de esmagadora maioria dos planos, ou seja, a receita das contribuições não é suficiente para custear os benefícios assegurados pelo plano do regime próprio, comprometendo o equilíbrio atuarial e representando grandes riscos à sustentabilidade", destacou.

Ele fez referência ainda às ações desenvolvidas pela conselheira Susana Azevedo nos últimos dois anos conduzindo debates para identificar os problemas e buscar soluções para o Instituto de Previdência do Estado de Sergipe (Sergipeprevidência).

Fonte: TCE/SE