.

Sem Lula, Bolsonaro lidera com o dobro do percentual de Marina no Rio

O candidato do PSL, Jair Bolsonaro, lidera isolado a corrida eleitoral à Presidência no Estado do Rio de Janeiro no cenário sem o ex-presidente Lula. O militar tem quase o dobro de intenções de voto da 2ª colocada, Marina Silva (Rede): 29,1% contra 15,2%. No cenário com Lula, Bolsonaro empata com o petista na margem de erro.

O Rio de Janeiro é o 3º maior colégio eleitoral do país, com 12.406.391 eleitores ativos –o equivalente a 8,4% dos eleitores brasileiros.

O levantamento (íntegra) divulgado nesta 2ª feira (23.jul.2018) é da empresa Paraná Pesquisas e levou em consideração a opinião de cerca de 1.860 eleitores. A sondagem foi feita de 14 a 19 de julho de 2018, em 46 municípios fluminenses e levou em consideração 2 cenários. A margem de erro é de 2,5 pontos percentuais e atinge um índice de confiança de 95%. O estudo está registrado no Tribunal Superior Eleitoral sob o nº BR- 05599/2018.

JAIR BOLSONARO NA LIDERANÇA ISOLADA

No 1º cenário, onde Lula não aparece, Jair Bolsonaro (PSL), que confirmou sua candidatura nesse fim de semana, é seguido por Marina Silva (Rede) que atingiu 15,2% dos eleitores. Logo depois, aparece o ex-ministro Ciro Gomes (PDT) com 8,7%, o ex-governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), com 4,0%, e o senador Alvaro Dias (Podemos), com 3,7%.

O ex presidente da Câmara Rodrigo Maia (DEM), a deputada estadual Manuela D’Ávila (PC do B), o ex-prefeito de São Paulo Fernando Haddad (PT), o ex-ministro da Fazenda Henrique Meirelles (MDB), o empresário João Amoedo (Novo) e o coordenador do MTST (Movimento dos Trabalhadores Sem-Teto) Guilherme Boulos (Psol) não chegaram a 2% das intenções.

Entre os entrevistados, 25,4% não escolheram nenhum candidato e 5,1% souberam opinar.

LULA E BOLSONARO EMPATADOS TECNICAMENTE

No 2º cenário analisado, com o Lula (PT) na disputa, o petista empata dentro da margem de erro com o candidato do PSL. Eles ficam com 25,5% e 26,6% das intenções, respectivamente.

Neste quadro, Marina Silva aparece em 3º lugar, com 10,4% das intenções, seguida por Ciro Gomes, com 6,1%, e Geraldo Alckmin, com 3,4%. Os outros nomes também não chegam a 2% neste cenário. Não souberam responder 3,2% dos entrevistados e outros 16,2% não escolheram nenhuma das opções.

Fonte: Poder 360