TSE pode decidir no recesso sobre pedido de inelegibilidade de Lula

Tribunal Superior Eleitoral (TSE) pode decidir durante o recesso de julho sobre o pedido de dois coordenadores do Movimento Brasil Livre (TSE) para que Lula seja declarado inelegível.

De acordo com o G1, a ação foi apresentada nesta sexta-feira (13) em nome de Kim Kataguiri e Rubens Nunes pedindo a proibição do registro de candidatura, de atos de campanha e a citação do nome de Lula em pesquisas.