PM que matou colega é condenado a 13 anos de prisão e perda do cargo

O policial militar Bruno Campos Fernandes de Souza, acusado de matar o colega de farda Alisson Farias Souza, 24, foi condenado a uma pena de 13 anos e 23 dias de prisão, a ser cumprida em regime fechado, além de perder o cargo na Polícia Militar de Sergipe. O julgamento, iniciado na terça-feira, 7, conduzido pela juíza Soraia Gonçalves de Melo, da 8ª Vara Criminal, foi concluído no início da tarde desta quarta-feira, 8, com a leitura da sentença no Fórum Gumersindo Bessa.

A juíza considerou condenação anterior aplicada pelo Poder Judiciário contra Bruno Campos por lesões corporais, crime decorrente de violência doméstica conforme processo judicial que tramitou em 2013, entendendo que esta conduta se configura como maus antecedentes.

A pena inicial foi fixada em 14 anos e três meses de reclusão, mas foi reduzida para 13 anos e 23 dias em consequência da confissão. O PM confessou o crime e alegou legítima defesa, tese não acatada pelo Ministério Público e pelo assistente de acusação.

Ao ler a sentença, no início da tarde, a juíza Soraia Gonçalves, concedeu ao réu o direito a recorrer em liberdade.

Fonte: Portal Infonet