PF encontra drogas e fuzil em mala de passageiro no Sul de Sergipe

Cocaína, várias munições, um fuzil e um silenciador foram encontrados dentro de uma mala de um homem que viajava em um ônibus de passeio no município de Cristinápolis, região Sul de Sergipe. O flagrante foi feito durante uma operação da Polícia Federal, com o apoio da Polícia Militar e Receita Estadual, em combate ao tráfico de drogas.

O suspeito, identificado como Cleissom S. Ferreira, foi preso em flagrante na noite desta sexta-feira (21) durante a abordagem em um posto de fiscalização da Polícia Federal, numa barreira policial na BR 101, divisa entre Alagoas e Bahia.

O ônibus foi parado pelos agentes federais e policiais militares em um posto fiscal no município. Durante a abordagem, foi encontrada na mala de Cleissom 4,5 kg de cocaína, acondicionada em quatro tabletes, além de uma vasta munição, um silenciador e um Fuzil 556.

Em nota, a assessoria da PF informou que o ônibus havia saído de São Paulo (Brás) com destino a Caruaru, em Pernambuco. Cleissom é natural da Bahia, mas residente em São Paulo há 24 anos. No interrogatório, o preso disse ter sido contratado para realizar a entrega de droga em Caruaru e disse desconhecer que havia armamento no interior da bagagem, "tampouco soube informar o nome e o contato telefônico da pessoa de quem a recebeu em São Paulo ou para quem realizaria a entrega em Caruaru".

Informações iniciais dão conta de que o suspeito seria ligado ao Primeiro Comando da Capital (PCC), grupo responsável por comandar rebeliões, assaltos, sequestros, assassinatos e o narcotráfico em várias regiões do país, principalmente em São Paulo, mas a informação não foi confirmada pela PF. 

A ação foi comandada pela Delegacia Regional da Polícia Federal. O suspeito foi preso e encaminhado para a delegacia para lavratura do flagrante e, depois para o presídio, onde permanecerá a disposição da Justiça Estadual. A pena é de 25 anos pelo tráfico interestadual de drogas e de até seis anos pelo transporte de arma de calibre restrito.

Ainda segundo a PF, as ações devem continuar nas divisas entre Sergipe, Bahia e Alagoas para o combate desses crimes.

Fonte: Portal F5 News