Situação de emergência: 12 municípios de Sergipe estão recebendo carros-pipa

A estiagem e a seca continuam causando transtornos em diversos municípios de Sergipe. Para manter o abastecimento de água, 12 cidades sergipanas em situação de emergência estão recebendo auxílio por meio de caminhões pipas enviados pelo Governo Federal.

De acordo com o coordenador da Defesa Civil Estadual, coronel Alexandre Silva, três das 12 cidades abastecidas por meio da Operação Carro Pipa, coordenada pelo Exército, também estão recebendo auxílio com caminhões enviados pelo Governo do Estado. Outras três cidades, que tiveram a situação de emergência decretada recentemente ainda aguardam resposta do Governo Federal quanto ao pedido de envio de carros-pipa.

O coronel Alexandre Silva explicou também que além de receber auxílio de carros -pipa, as cidades em situação de emergência estão aptas a receber outros auxílios dos governos Federal e Estadual, a exemplo da doação de equipamentos e ração animal. Outro ponto importante é que os agricultores residentes em cidades em situação de emergência, que fizeram financiamento bancário e tiveram prejuízos, têm a opção de refinanciar a dívida junto ao banco credor.

Ao todo 15 municípios de Sergipe estão em situação de emergência. São eles: Nossa Senhora da Glória, Pinhão, Nossa Senhora Aparecida, São Miguel do Aleixo, Carira, Tobias Barreto, Poço Redondo, Gararu, Monte Alegre de Sergipe, Canindé de São Francisco, Frei Paulo, Ribeirópolis, Nossa Senhora de Lourdes, Itabi e Simão Dias.

Questionada quanto ao auxílio dado aos produtores nesse momento de seca e estiagem, a Secretaria de Agricultura de Sergipe (Seagri) revelou que conseguiu junto à Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), em Brasília/DF, o envio de 1.000 toneladas de milho para revenda a baixo custo no estado. Também foi assegurada, conforme informações da Seagri, o envio de 500 toneladas de milho, assim que ocorrer a venda de 40% desse primeiro estoque. O milho, atualmente, é principal item usado pelos produtores rurais na alimentação dos animais.

Chuvas

O meteorologista Overland Amaral explicou que os problemas de estiagem e seca decorrem do último inverno, já que não choveu o volume suficiente para essas regiões. Overland destacou que a estiagem é um fator típico dessa época e que pode chover nos próximos meses, mas de forma eventual e com trovoadas.

Fonte: Portal Infonet