Novo presidente será conhecido por volta das 20h deste domingo

Mais de 147 milhões de brasileiros votam neste domingo (28) no segundo turno das eleições presidenciais. Em 13 Estados e no Distrito Federal também haverá votação para governador. Considerando a apuração nas duas últimas eleições presidenciais, o eleitor deve conhecer o nome do próximo presidente do Brasil por volta das 20h.

Em 2010, a eleição de Dilma Rousseff (PT) foi sacramentada pelo TSE (Tribunal Superior Eleitoral) às 20h04, com pouco mais de 92% das urnas apuradas. Àquela altura o resultado era considerado irreversível e a petista não poderia mais ser alcançada por José Serra (PSDB).

O resultado final apontou vitória para Dilma com 56,05% dos votos válidos (55,7 milhões de votos), contra 43,95% para Serra (43,7 milhões de votos).

Em 2014, Dilma se reelegeu para o cargo com vantagem apertada, o que fez com que o resultado fosse considerado irreversível somente às 20h27, com 98% das urnas apuradas. A essa hora, Dilma e o então vice-presidente Michel Temer tinham 51,45% dos votos válidos, contra 48,55% de Aécio Neves e Aloysio Nunes (PSDB).

Ao final, Dilma recebeu 54,5 milhões de votos (51,64% dos votos válidos), conta 51 milhões de Aécio (48,36% do total).

O anúncio do presidente em 2010 e 2014 foram mais rápidos do que o verificado nas duas eleições anteriores. De acordo com o TSE, em 2006, o presidente foi conhecido apenas às 21h30. Quatro anos antes, em 2002, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva foi anunciado eleito às 23h.

Agilidiade na apuração

A velocidade na apuração dos votos se deve às urnas eletrônicas, porque os dados são transmitidos online em uma rede privada da Justiça Eleitoral.

A eleição é encerrada às 17h (sempre no horário local) e só então os votos começam a ser computados. Vale lembrar que as urnas não são conectadas à internet, mas o resultado de cada urna é transmitido ao TSE logo após o encerramento da votação.

Fonte: R7.com