Polícia investiga queda de torre de transmissão em Itabaiana (SE)

A Polícia Civil instaurou inquérito para investigar as causa da queda de uma torre de transmissão na manhã desta sexta-feira (26), no município de Itabaiana, Agreste sergipano. Dois trabalhadores que faziam a desmontagem do equipamento morreram no acidente.

A torre estava desativada, pertencia à rádio Capital do Agreste AM e ficava em uma propriedade privada, às margens da Rodovia Francisco Teles de Mendonça. As vítimas foram identificadas como Sidvaldo Chagas dos Santos, 43, e Valmiro da Silva, 32. Um terceiro homem que auxiliava na desmontagem não se feriu e não teve a identidade relevada.

De acordo com os familiares de Valmiro, ele não tinha experiência com esse tipo de trabalho, aceitou trabalhar na torre porque estava desempregado e precisava pagar a pensão dos filhos.

“Ontem ele percebeu que a torre ameaçava cair, disse que ouviu uns estalos, que bateu um vento forte e quase cai. Outro irmão disse para ele não ir mais, que apenas R$ 100 não valeria o risco”, disse Valmir da Silva, irmão de Valmiro.

Investigações

Peritos do Instituto de Criminalística e da Defesa Civil municipal estiveram no local do acidente. De acordo com o delegado Tarcísio Tenório, que irá presidir o inquérito, na primeira avaliação os peritos observaram que a estrutura da torre estava bastante oxidada e isso pode ter provocado o desabamento, mas é preciso esperar o laudo técnico.

“As informações ainda são preliminares. Vamos intimar os proprietários da torre e da fazenda onde a torre estava instalada e apurar o que aconteceu, como se deu essa contratação, quem são essas pessoas, se tinham habilitação para tal, enfim, todas as circunstâncias do fato, a partir daí definir e concluir o procedimento policial com as responsabilizações necessárias, caso haja responsabilização”, disse.

O delegado afirmou também que hoje à tarde inicia a coleta das informações das testemunhas e que espera concluir o inquérito o mais rápido possível.

Os proprietários da rádio Capital do Agreste informaram que só vão se pronunciar depois que as causas do acidente forem esclarecidas e que estão prestando assistência aos familiares das vítimas.

Fonte: F5 News