Conheça os ministros anunciados por Bolsonaro

Aos poucos, o presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL) está definindo os nomes que comporão o seu governo. Escolhidos para assumir os ministérios estão Onyx Lorenzoni na Casa Civil, Paulo Guedes na Economia, general Augusto Heleno na Defesa, Marcos Pontes na Ciência e Tecnologia e Sérgio Moro na Justiça. Confira um resumo sobre cada um deles:

Onyx Lorenzoni (Casa Civil) - O médico veterinário foi reeleito deputado federal pelo Rio Grande do Sul em 2018. Em 2016, foi relator do pacote de medidas de combate à corrupção e fez mudanças no texto apresentado no plenário da Câmara, descumprindo acordo com os demais parlamentares, o que gerou diversas críticas a ele. No entanto, ano passado, assumiu ter recebido R$ 100 mil em caixa 2 da JBS para pagar dívidas de campanha de 2014. Na época, Onyx declarou que não tinha como declarar o valor à Justiça Eleitoral.

General Augusto Heleno (Defesa) – Cotado antes das eleições para ser vice de Bolsonaro, o militar estará à frente da pasta da Defesa. Na reserva desde 2011, o general comandou a missão de paz das Nações Unidas no Haiti, atuou na Amazônia e liderou o Departamento de Ciência e Tecnologia do Exército.

Paulo Guedes (Economia) - O economista carioca irá assumir um superministério, que reúne Fazenda, Planejamento e Indústria e Comércio. Na contramão da ideia de governo de bem-estar social, Guedes defende a menor participação possível do Estado na economia. Ele é formado em Economia pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) e fez mestrado e doutorado na Universidade de Chicago (EUA). O economista nunca ocupou cargo público e fez fortuna no mercado financeiro.

Sérgio Moro (Justiça) - O juiz federal é conhecido nacionalmente por julgar processos da Operação Lava Jato na 13ª Vara Criminal Federal de Curitiba. Formado em Direito pela Universidade Estadual de Maringá, possui mestrado pela Universidade Federal do Paraná e atua há 22 anos como juiz federal.

Marcos Pontes (Ciência e Tecnologia) – Aviador, piloto de caça e militar. Mas foi seu trabalho como astronauta que o fez alcançar a fama no Brasil e no mundo. Pontes é o primeiro e único astronauta brasileiro a ir para o espaço. Agora seguirá com a missão de assumir o Ministério da Ciência e Tecnologia.