Oposição aos frangalhos em Sergipe

Nas eleições de 2006 e 2010, João Alves Filho (DEM) disputou, perdeu para Marcelo Déda (PT), mas, em 2012, ganhou a Prefeitura de Aracaju.

Sergipe tinha situação e oposição.

A nova oposição perdeu as eleições de 2014, 2016 e 2018.

Sem contar as duas eleições estaduais perdidas para Déda, porque parte acompanhou o petista, seja em 2006 e 2010 ou apenas em 2010, já faz tempo que o grupo que chegou ao poder com o petista não sabe o que é perder uma eleição para governador.

De todas, a pior derrota da oposição ocorreu nas eleições de 2018: mais de 300 mil votos, a maior diferença dos últimos 30 anos.

E agora, quem é o líder da oposição?

Embora pareça bicho do mato, Belivaldo Chagas (PSD), governador reeleito, tem todas as chances de dar um "passeio" na Assembleia Legislativa.

Para a eleição de 2020 para prefeito de Aracaju, a oposição precisa, desde já, fazer uma reeleitura atualizada da política, longe de todos oa manuais tradicionais.

Só assim, poderá almejar a possibilidade de vitória e, com uma boa performance, se habilitar para a disputa eleitoral de 2022.

Das eleições de 2018, a oposição saiu aos frangalhos.

Fonte: NE Noticias