.

CBF confirma a expectativa e o Grupo A da Série C de 2019 vai ser composto apenas por nordestinos

Confirmada a expectativa. A Confederação Brasileira de Futebol (CBF) anunciou para os clubes na noite dessa quinta-feira e o Grupo A do Campeonato Brasileiro da Série C de 2019 vai ser composto apenas por clubes da região Nordeste. Vai ser a primeira vez que essa situação vai acontecer desde que a terceira divisão nacional começou a ser disputada no atual formato. Com tantas camisas pesadas, tradição não vai faltar numa disputa que promete ser muito acirrada. E mais do que isso, os confrontos vão ser muito democráticos, afinal, vão ser dois representantes de Pernambuco, dois da Paraíba, dois do Maranhão e dois do Rio Grande do Norte, sendo completados com um representante de Sergipe e outro do Ceará.

ABC

Pelo segundo ano consecutivo, o ABC segue na buscando reconquistar o acesso para a Segundona. Na temporada passada, a equipe potiguar não teve um bom desempenho, ficando a uma posição acima da zona do rebaixamento. Mas o Elefante, maior campeão estadual do Brasil, sabe que não pode repetir a campanha ruim e promete dar a volta por cima para brigar pelo acesso.

BOTAFOGO-PB

Batendo na trave em duas das últimas três edições da Série C, o Botafogo-PB agora quer espantar a maldição para não adquirir um rótulo semelhante ao do Fortaleza nos anos anteriores. Tanto a eliminação para o Boa Esporte em 2016 quanto a frustração diante do Botafogo-SP nesta temporada vieram nos últimos minutos das etapas finais. Tragédias para serem cicatrizadas de forma que o Belo entre na disputa mais fortalecido. O clube de João Pessoa disputa a terceira divisão brasileira no atual formato desde 2014.

CONFIANÇA

Na Série C desde 2015, o Confiança vive uma situação semelhante a do Botafogo-PB, se mantendo na competição até a atualidade. E assim como a equipe paraibana, os sergipanos chegaram ao mata-mata do acesso em duas ocasiões, sendo eliminados pelo Londrina em 2015 e pelo São Bento no ano de 2017. Em 2018, o time bateu na trave, terminando a primeira fase na quinta colocação, fora do G-4 que levaria a equipe para as quartas de final.

FERROVIÁRIO-CE

Atual campeão da Série D, o Ferroviário conquistou o seu primeiro acesso em Brasileirões. Isso mesmo, quando o Tubarão da Barra jogou as Séries A e B nacionais, o sistema era completamente diferente. Por isso, tudo tende a ser novo para o clube cearense. Em 2019, porém, o time chega empolgado pela fase vivida pelo futebol de Fortaleza, com dois representantes na elite e um buscando uma vaga na Segundona.

GLOBO-FC

Azarão na Série C de 2018, o Globo-FC fez uma campanha de respeito, se mantendo na divisão, apesar de ter brigado para não cair. Para a nova temporada, o time de Ceará-Mirim continua candidato ao descenso, mas jamais vai ser uma tarefa fácil visitar o Tricolor em seus domínios. A equipe começou a disputar a terceira divisão em 2018, vindo de um vice-campeonato da Série D em 2017.

IMPERATRIZ-MA

Conquistando o acesso na quarta divisão em 2018, o Imperatriz vai voltar a disputar a Série C após 11 anos. Vai ser a primeira vez do Cavalo de Aço no atual formato da competição. Com tanto tempo de temporadas longe da terceira principal série do Campeonato Brasileiro, o time do técnico Ruy Scarpino vai ter que reconhecer o terreno e todas as suas dificuldades. Por ora, é candidato a brigar para não cair. Um fato interessenta vai ser o encontro com o Sampaio Corrêa, que foi rebaixado da Série B.

NÁUTICO

A frustração pela eliminação para o Bragantino não tirou a vontade do Náutico de voltar a Série B do Brasileirão. Por isso, o time segue investindo no elenco para 2019. O principal reforço do Timbu, porém, vai ser voltar para casa, o Estádio dos Aflitos. Dentro do lugar onde viveu os seus principais anos de glórias, o Alvirrubro de Pernambuco manteve o técnico Márcio Goiano e contratou um nome de peso, o experiente atacante Jorge Henrique, está de volta ao clube que o revelou. A próxima temporada vai ser apenas a quarta participação do Náutico na Série C.

SAMPAIO CORRÊA

Voltar a Série C não era lá o que o Sampaio Corrêa gostaria. Afinal, o time até lutou para permanecer na Segundona, mas não teve jeito, caiu na 18ª posição e amargou o descenso. Contudo, tradição não falta para a Bolívia Querida, que em sua história, já conquistou as Séries B, C e D do Campeonato Brasileiro. E para voltar a sorrir, o atual campeão da Copa do Nordeste contratou o técnico Flávio Araújo, um especialista em acessos. Esta vai ser a 13ª participação do clube maranhense na Terceirona.

SANTA CRUZ

Seguindo a frustração do Náutico, o Santa Cruz também foi eliminado no mata-mata do acesso. Porém, a derrota para o Operário-PR foi bastante pesada e mostrou que o time ia precisar modificar o cenário para 2019. A Cobra Coral apostou num jovem técnico para tentar recuperar uma vaga na Série B. Leston Júnior, ex-Botafogo-PB, desembarcou em Recife e vai treinar o Tricolor. Com muita tradição e uma torcida muito apaixonada, o Santa quer repetir 2013, quando conquistou a competição, o único título brasileiro de sua história, e voltar ao cenário dos 40 principais clubes do país.

TREZE

Vice-campeão da Série D, o Treze volta a disputar a terceira divisão após cinco anos. Isso porque os últimos anos do Galo da Borborema não foram nada bons, chegando a ficar sem disputar o Campeonato Brasileiro por não ter se classificado no Campeonato Paraibano. Inclusive, o ano de 2018 foi bem maluco para o Alvinegro, tendo feito uma Copa do Nordeste e um estadual bem abaixo do esperado, mas, sob o comando de Flávio Araújo e com Marcelinho Paraíba como camisa 10, o time "copou" na quarta divisão conseguiu chegar entre os quatro primeiros, sendo batido apenas pelo campeão Ferroviário. Para o ano que vem, no entanto, o time perdeu o treinador e o capitão Marcelinho. Caberá a Maurílio Silva a missão de montar uma equipe pronta para disputar a Terceirona.

Com o Grupo A completamente regionalizado, o Grupo B da Série C vai ser formado por Atlético Acreano, Boa Esporte, Juventude, Luverdense, Paysandu, Remo, São José-RS, Tombense, Volta Redonda e Ypiranga_RS. A competição vai começar no mês de maio, logo após o fim dos estaduais e segue até o meio do segundo semestre.

Fonte: Globo Esporte / SE