Suspeito de abusos sexuais, João de Deus passa 1ª noite na prisão em GO

O médium João de Deus passou a primeira noite na cadeia na região metropolitana de Goiânia (GO), de domingo (16) para segunda-feira (17). Suspeito de abusos sexuais durante os atendimentos, João de Deus se entregou para a polícia ontem à tarde, mais de 24 horas após ter sua prisão decretada pela Justiça do Estado. 

João de Deus está em uma cela individual e isolado dos demais detentos, no Complexo Prisional de Aparecida de Goiânia, denominado Núcleo de Custódia.

O tratamento especial foi negociado entre as autoridades e os advogados do médium, que usaram a idade e o estado de saúde de João de Deus como argumentos — o suspeito já passou por um câncer de estômago.

Paralelamente, os advogados Alberto Toron e Ronivan Peixoto Morais Júnior preparam para esta segunda-feira (17) um pedido de habeas corpus, na tentativa de que João de Deus possa cumprir prisão em casa.

Segundo a Polícia Civil, o médium se entregou em uma estrada vicinal, na BR-060, em Abadiânia (GO). João de Deus chegou no Deic (Delegacia de Investigação Criminal), em Goiânia, por volta das 18h de domingo (16). 

A força-tarefa do MP-GO (Ministério Público de Goiás), que atua nas investigações do caso, garante que a prisão de João de Deus não vai interromper o trabalho dos promotores. O órgão afirma que vai continuar ouvindo as vítimas para produzir as denúncias a serem oferecidas contra o médium.

O pedido de prisão preventiva foi feito pelo Ministério Público, que já recebeu mais de 300 denúncias de mulheres que teriam sido sexualmente abusadas pelo médium. O processo corre em segredo de Justiça.

Fonte: R7.com