.

Polícia ainda procura segundo suspeito pela morte do sargento Bispo

A Polícia Civil ainda está tentando capturar o segundo homem suspeito de envolvimento no latrocínio (roubo com morte) do sargento Ronaldo Bispo, assassinado em Itaporanga D’Ajuda, em 9 de janeiro. Nesta segunda-feira (21), a Secretaria da Segurança Pública (SSP) confirmou a morte do outro suspeito, identificado como Walisson Teixeira Rodrigues, de 24 anos.

De acordo com o delegado André David, do Complexo de Operações Policiais Especiais (Cope), desde o dia 11 de janeiro os investigadores conseguiram qualificar a dupla. Neste domingo (20), o serviço de inteligência da PC detectou que Walisson estava tentando fugir.

A equipe do Cope fez o acompanhamento do suspeito, que foi localizado na BR 235, nas imediações do município de Laranjeiras, na região metropolitana de Aracaju. Ao notar a presença da viatura policial, ele tentou escapar do cerco policial pela vegetação e efetuou disparos contra a guarnição, que revidou. No confronto, Walisson foi baleado, socorrido ao Hospital de Urgência de Sergipe (Huse),  mas não resistiu aos ferimentos. “Uma arma de fogo com as respectivas munições deflagradas foram apreendidas durante a ação", afirmou David.

Os investigadores do Cope concluíram que Walisson não foi responsável pelos disparos que mataram o policial militar durante o assalto ao estabelecimento comercial. O jovem, que já tinha passagem pela polícia pelos crimes de roubo e formação de quadrilha, atuou dando suporte ao seu comparsa e guardou o que foi roubado na ação criminosa, conforme informou o delegado André David.

A arma apreendida com Walisson também não é a mesma utilizada no latrocínio do sargento. O segundo suspeito está identificado, segundo o delegado, e já teve o mandato de prisão preventiva decretado pelo Poder Judiciário da Comarca de Itaporanga. “Não traremos nosso companheiro de batalha de volta, mas estamos fazendo o nosso papel de elucidar o caso. Quanto ao segundo envolvido, onde ele estiver nosso objetivo é efetuar a prisão dele", disse André David.

Fonte: F5 News