.

Mais de três mil militares devem atuar durante o Carnaval em Sergipe

A Polícia Militar de Sergipe (PM/SE), por meio dos Comandos do Policiamento Militar da Capital e do Interior (CPMC/CPMI), disponibilizará um efetivo de 3.689 policiais para trabalhar no período carnavalesco em todo o estado, com foco nos municípios que terão festas tradicionais e possibilidade de um alto número de foliões.

De acordo com o subcomandante do policiamento militar do interior, major Melo, a atuação dos militares já teve início com a ‘Operação Momo’ que, em conjunto com a Polícia Rodoviária Federal (PRF), bloqueou as divisas do estado com foco na apreensão de armas e drogas.

Somente na capital, foram registradas 138 solicitações de policiamento e serão destinados 1.100 militares. A maioria das solicitações foi para blocos de rua, que acontecem desde o dia 9 de fevereiro, conforme informado pela PM, sendo destinados aproximadamente 300 policiais para os eventos.

No interior, a previsão é que aconteçam festividades carnavalescas em 29 dos 65 municípios de responsabilidade do comando, com destaque para as festas de grande porte em Canindé do São Francisco, Neópolis, Pirambu e Estância. A disponibilidade é de 2.589 policiais.

“Com esse planejamento integrado e muito bem elaborado, além do uso do drone, temos certeza que teremos um Carnaval tranquilo e esperamos que as pessoas que participarem do evento saiam satisfeitas com a folia”, afirmou o comandante geral da PM, coronel Marcony Cabral.

Trânsito

As unidades de trânsito da Polícia Militar intensificarão as fiscalizações em todo o estado, com foco na lei seca e no atendimento dos acidentes de trânsito com vítimas.

Polícia Civil

As delegacias regionais estarão em pleno funcionamento, com as equipes reforçadas, para atendimentos à população e recebimento de ocorrências da Polícia Militar. De acordo com a delegada Viviane Pessoa, coordenadora da delegacia da capital, serão destinados cerca de 150 policiais civis diariamente nas plantonistas, que receberão reforço.

“Já estamos fazendo um trabalho preventivo, antes do período de Carnaval, com operações policiais, cumprimento de mandados e um grande trabalho do Denarc, evitando a entrada de entorpecentes no nosso estado”, disse a delegada.

Serão destinados no período do Carnaval mais de 500 profissionais no interior da cidade. “Eu reforço a transferência do plantão de Maruim para a cidade de Pirambu e de Propriá para Neópolis. Teremos reforço também em Canindé do São Francisco, Abaís, Cumbe e Itabaianinha, cidades que solicitaram o apoio da Polícia Civil”, disse o coordenador das delegacias do interior, Jhonatas Evangelista.

Bombeiros

O foco do Corpo de Bombeiros Militar de Sergipe (CBM) será na prevenção de acidentes em cidades ribeirinhas. Serão empregados 40 guarda-vidas militares com o auxílio de 18 guarda-vidas civis que passaram por treinamento com a corporação.

“Nesse período há uma frequência maior em praias, rios, açudes, com isso, precisamos de um trabalho muito intenso. Faremos todos atendimentos necessários como afogamentos, buscas e os primeiros socorros”, disse a major Carla, auxiliar da Diretoria de Operações.

Novidade

A novidade fica por conta da atuação do Núcleo de Operação de drones. Serão disponibilizados quatro drones nos principais eventos carnavalescos na capital e no interior. “Ele tem a vantagem de reforçar o policiamento ostensivo, com a vantagem de inibir o cometimento de delitos por parte dos mal intencionados. Ele será utilizado na visualização do fluxo e aglomeração de pessoas para melhor empregar o policiamento”, disse o subcomandante do policiamento do interior, Major Melo.

Fonte: F5 News