.

Número de pessoas com demência deve triplicar até 2050, aponta OMS

A Organização Mundial de Saúde fez uma estimativa que em 2050 o número de pessoas diagnosticadas com demência deverá saltar de 50 milhões para 152 milhões. De acordo com informações da Agência do Rádio, Alzheimer é a causa mais frequente da doença. Sendo que o primeiro sintoma é a perda da memória.

Com a progressão da doença, vão aparecendo sintomas mais graves, como a perda de memória remota, ou seja, de fatos mais antigos, irritabilidade, falhas na linguagem e dificuldades na capacidade de se orientar no espaço e no tempo. No entanto, o Ministério da Saúde aponta que manter a cabeça ativa e ter uma boa vida social, regada a bons hábitos e estilos, pode retardar ou até mesmo inibir a manifestação da doença.

As principais formas de prevenir, não apenas o Alzheimer, mas outras doenças crônicas, estão ligadas à leitura, exercícios de aritmética, jogos inteligentes, atividades em grupo e hábitos saudáveis, como não fumar, não consumir bebida alcoólica, ter alimentação saudável e regrada e praticar atividades físicas regulares.