.

Belivaldo diz que agiu dentro da lei e que vai recorrer ao TSE

O governador Belivaldo Chagas informou na noite desta segunda-feira, 19, que vai recorrer da decisão do Tribunal Regional Eleitoral (TRE) de Sergipe que cassou seu mandato e o tornou inelegível por oito anos.

Por meio de nota, Belivaldo Chagas disse que respeita o TRE, mas que irá recorrer, pois entende que não cometeu nenhum ato que justifique essa decisão.

“Temos a convicção de que agimos totalmente dentro do que permite a legislação. Vamos buscar a Justiça para manter aquilo que foi consagrado pelo povo sergipano nas urnas”, afirmou.

Até julgamento final do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Belivaldo Chagas e Eliane Aquino continuam nos cargos. Caso o TSE confirma perda dos mandatos, novas eleições serão realizadas em Sergipe.

Entenda o caso

Após ação do Ministério Público Eleitoral, o Tribunal Regional Eleitoral cassou o mandato do governador de Sergipe, Belivaldo Chagas, por abuso de poder político e econômico, ao usar a estrutura do Governo do Estado em favor de sua campanha. A vice-governadora Eliane Aquino também perdeu o mandato. No julgamento, que teve placar de 6×1 pela condenação, Belivaldo teve a inelegibilidade decretada por oito anos.

Com informações do MPF / Portal Infonet