.

Oito mandados são cumpridos por suspeita de crime eleitoral em Riachão do Dantas

Oito mandados de busca e apreensão foram cumpridos pela Polícia Militar por suspeita de crime eleitoral na noite da última sexta-feira, 30, em Riachão do Dantas, município que vive o clima da disputa eleitoral da eleição suplementar que será realizada no próximo domingo, 1º de setembro, quando três chapas disputarão a prefeitura municipal.

A chefe do Cartório Eleitoral, Lívia Góes, explica que não houve detidos durante a ação policial que contou com a atuação de policiais civis, do Batalhão de Choque e da Companhia Especializada em Área de Caatinga, culminou na apreensão de cédulas de dinheiro apreendidas e oito Termos Circunstanciados de Ocorrência (TCO’s).

Segundo ela, o clima político não tem sido dos melhores, mas a atuação do Cartório em parceria com a polícia tem proporcionado a segurança da população. “Os ânimos estão muito acirrados, mas a participação da polícia tem sido muito atuante e todos estão empenhados a partir de um aparato muito grande de segurança.”, ressalta Lívia Góes.

Proibição de eventos

Na manhã deste sábado, 31, uma decisão judicial do juiz Eládio Pacheco Magalhães, da 4ª Zona Eleitoral, proibiu a realização de qualquer evento político de campanha no município durante este sábado, véspera da eleição. Pela legislação, as coligações teriam até às 22h de hoje para realizar eventos como carreatas, passeatas, panfletagens e manifestações, mas o juiz entendeu que eventos desse porte poderiam aumentar o clima de tensão na cidade – que foi palco de confusão entre adversários políticos durante a semana.

Fonte: Portal Infonet