.

Em Sergipe, 11 cidades não atingiram a meta da vacinação contra o sarampo

O estado de Sergipe, na média, superou a meta de vacinação contra o sarampo em crianças de seis meses a um ano, conforme balanço divulgado pelo Ministério da Saúde. No entanto, 11 municípios sergipanos precisam ampliar a cobertura vacinal da tríplice viral, que protege contra o sarampo, rubéola e caxumba. 

Segundo a pasta, foram aplicadas mais de 69 mil doses da vacina em Sergipe durante a campanha. Dos 75 municípios, 56 vacinaram mais de 95% do público-alvo desta fase, 8 ficaram dentro da meta (90% a 95%) e 11 vacinaram menos do que o percentual estabelecido. A estimativa é de 12.920 crianças não estejam imunizadas no estado. 

O Ministério divulgou uma lista de crianças não-vacinadas e orientou que os gestores locais definam estratégias para realização de busca ativa daquelas que estão com o esquema vacinal incompleto. O relatório foi disponibilizado na plataforma e-Gestor Atenção Básica. 

"A medida vai apoiar os municípios no alcance da meta de cobertura vacinal contra o sarampo, para que eles consigam receber o restante dos R$ 206 milhões liberados pela pasta para ações locais de vacinação”, destacou o secretário de Atenção Primária à Saúde, Erno Harzheim. Para Sergipe, foram liberados R$ 2,2 milhões.

Até aqui, 19 estados brasileiros apresentam transmissão ativa de sarampo. Nos últimos 90 dias, 5.560 casos foram confirmados no país. Sergipe, até o momento, tem 48 notificações e três casos confirmados da doença. 

A partir de 18 de novembro, a segunda etapa da campanha se inicia. Um novo grupo, composto por adultos de 20 a 29 anos que não estão com a caderneta de vacinação em dia, terão a oportunidade de se vacinar até 30 de novembro, quando termina a campanha.

Fonte: F5 News